green peace

No artigo de hoje irei falar um pouco sobre a minha curta visita a um navio da Green peace.

Quando estive em Ponta Delgada, ainda a bordo do navio Corvo, tive um dia à nossa frente, atracado o navio Esperanza da Green Peace.

Como sou curiosa em ver como são os diversos navios por dentro, subi a escada de portaló e perguntei a um dos membros da tripulação se seria possível visitar.

E felizmente a resposta foi positiva!

O que é exatamente a Greenpeace e o que defendem?

Em geral já todos nós ouvimos falar da Greenpeace, mas poucos sabem ao certo o que realmente eles defendem.

Uma vez que é uma organização global gigante tem vindo a trazer grandes debates como à sua forma de agir e a sua legitimidade.

Segundo o seu próprio site a Greenpeace tem navegado pelo mundo com a missão de proteger o ambiente.

Têm feito pesquisa científica, como recolha de plásticos, perceber o efeito das alterações climáticas no Ártico, impediram madeira de sair ilegalmente da Amazónia, entre outros.

Neste momento tem 3 navios:

• Artic sunrise
• Esperanza
• Rainbow warrior

A minha visita:

Ao subir ao convés a tripulante que me recebeu apresentou-se como uma das cientistas, que estava de saída, ou seja, tinha chagado ao fim do seu contrato e iria desembarcar.

Além disso o navio ia sair dentro de uma hora e mesmo assim, ofereceu-se para me fazer uma visita curta ao navio.

O navio é bastante pequeno e contem apenas o que é necessário à sua operação, o que vai muito de encontro com a própria filosofia da organização.

Assisti a despedida desta cientista e foi bastante calorosa, notou-se que a bordo o ambiente é bastante familiar.

Como é um navio pequeno as pessoas partilham os camarotes.

Só tive oportunidade de tirar fotografias à popa do navio e à sala de convívio.

Podem ver aqui:

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Espero um dia poder voltar a visitar um navio da Green Peace para perceber melhor, em primeira mão o seu funcionamento.

Era capaz de embarcar num navio da Greenpeace?

Não vou dizer nunca, porque não sinto que tenha a informação toda acerca do trabalho da organização.

Como cá em Portugal não temos nenhum representante, fica difícil de poder julgar as ações da organização.

A organização é muitas vezes acusada de alterações de dados, que esta desmente sempre. O que é certo é que apesar de tudo tem tido algum impacto positivo pelo ambiente.

Vejam mais artigos sobre navios aqui!