Visita ao Oceanário- Diversão e Aprendizagem

Este sábado passado, aproveitei a minha folga e fui visitar o oceanário de Lisboa que, para quem não sabe, fica no Parque das Nações.

Desde miúda que não o visitava e adorei reviver a experiência. Parecia mesmo uma criança numa loja de brinquedos.

Os pinguins são simplesmente a coisa mais fofa de sempre!

Obviamente que não deixei de lhes tirar fotografias. 😀

[easingslider id=”1891″]

O oceanário permitiu-me relaxar e estar mais perto do oceano enquanto ainda não estou lá a “viver”.

Responsabilidade Social:

Para quem não sabe, o oceanário não se limita a manter alguns peixes para que as pessoas os possam ver.

Ele tem como missão “Promover o conhecimento dos oceanos, sensibilizando os cidadãos em geral para o dever da conservação do património natural, através da alteração dos seus comportamentos.”

Da parte de consciência ambiental, o que mais me marcou foi a parte dos navios, em que demonstravam um mapa semelhante ao seguinte, que indica a poluição que existe em cada rota marítima:

Como podem ver, o nosso mediterrâneo é das zonas mais afectadas! E reduzir o número de navios não é de todo a solução. Os navios são responsáveis por mais de 80% do transporte de mercadorias e sem eles a globalização não era possível de todo.

O próximo passo, que terá de ser tomado pelas empresas que são donas de navios, será investir numa frota mais amiga do ambiente.

O que podemos nós fazer?

Como já referi num dos meus artigos, cada português come em média 60 KG de peixe por ano. E 70% do peixe encontra-se em sobrepesca.

Claro que não devemos comer menos peixe, mas podemos optar por peixes que não tenham uma pegada ambiental tão grande.

Retirei este mapa do site do oceanário que indica quais as espécies que podemos comer que não se encontram em perigo.

E claro que também podemos reduzir a nossa própria poluição! Sei que é um assunto muito falado, mas obviamente ainda não o suficiente!

Poderão ver mais dicas e descarregar a lista de peixes aqui!

Espero que tenham gostado e continuem a preservar o oceano que é de todos nós! 😉

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *