Fim de semana em tuna: TUIMISTICO e Festunas

Porque a vida de universitário não é só estudar, hoje vou-vos falar do meu fim de semana em Tuna.

Neste fim de semana não tivemos uma, mas sim 3 atuações.

A primeira atuação foi no encontro de tunas mistas da TUIMS: o TUIMISTICO, e as outras duas foram no festival de tunas da Ericeira: o Festunas.

Diferença entre encontro de tunas e festival de tunas:

Para quem não está tanto dentro do tema das tunas, vou explicar a diferença entre um encontro e um festival de tunas.

Num encontro de tunas, estas juntam-se para conviver e cada uma delas fazer uma atuação. Têm geralmente a duração de um dia.

Um festival de tunas é uma competição, na qual existe um tema que deve ser cumprido pelas tunas a concurso.

No fim do festival existe uma entrega de prémios para diversas categorias, que podem ser: melhor porta-estandarte, melhor pandeireta, tuna mais tuna, melhor tuna, tuna mais tema, melhor solista, etc…

Os festivais têm geralmente a duração de dois dias, sendo que o primeiro dia é dedicado a serenatas e o segundo à atuação temática de cada tuna.

TUIMISTICO:

A TUIMS, tal como a Nautituna, é uma tuna recente, e por esse motivo fez agora o seu primeiro encontro de Tunas.

O Tuimistico decorreu no dia 12 de Abril na reitoria da universidade nova de Lisboa , no campus Campolide.

O encontro de tunas começou as 22 e contou com a Nautituna, a Fortuna, a TAISCTE e a tuna da casa TUIMS.

Festunas- Festival de tunas mistas da Ericeira:

O Festunas foi o nosso primeiro festival. Quando recebemos o convite ficámos eufóricos, uma vez que não esperávamos que uma tuna com dois anos pudesse ser convidada para um festival.

Fomos com um espírito de nos divertimos e darmos o nosso melhor!

Chegamos à Ericeira por volta das 1800 de sexta feira (13-04-2018) para nos organizarmos e deixarmos as nossas coisas no local onde iríamos pernoitar.

De seguida fomos jantar e, através de cantos e guitarradas, fomos conhecendo outros membros de outras tunas.

As atuações começaram nessa noite com as serenatas, que foram junto a Fonte do Cabo, fonte conhecida da Ericeira por já receber serenatas, pedidos de casamento e até mergulhos ao Luar.

Após as serenatas e uma boa after party no Santa Marta Lounge Café, demos o primeiro dia do Festunas por encerrado.

No sábado, devido ao prolongamento da noite anterior, as atividades só começaram depois do almoço.

Durante a tarde participámos no Passe-Calles, que é uma atividade em que as tunas têm a oportunidade de passear pela local do festival e conhecer a sua população.

Os habitantes da Ericeira são bastante simpáticos e entram muito facilmente em espírito de tuna.

À noite tivemos o concurso de tunas no auditório da casa da cultura Jaime Lobo e Silva.

Apesar de não estarmos à espera, a Nautituna saiu vencedora do prémio de melhor solista com a adaptação da música Marujo Português da Amália Rodrigues.

Espero que tenham gostado! 😉

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *