Será Portugal uma Nação Marítima?

Ontem foi o primeiro dia da III conferência do Jornal da Economia do Mar. Foi o meu primeiro grande evento deste tipo relacionado com o mar e por enquanto estou a gostar bastante.

Ao início tivemos a abertura com o Cmt. Sardinha Monteiro, que fez um pequeno apanhado dos assuntos relacionados com o mar: ambiente, política e economia.

Ao almoço tivemos um fantástico almoço preparado pela Docapesca que estava tão bom que não deu para tirar fotos. 😛

A seguir ao almoço tivemos o tema que mais comigo mexeu, que foi a questão “Portugal Nação Marítima VS. Nação Continental”.

Portugal Nação Marítima VS. Nação Continental

Muitos oradores referiam que Portugal é uma Nação Continental pois em Portugal não se investe o necessário no mar, não se praticam desportos náuticos e nunca existe um grande número de pessoas envolvidas em sítios em que se discutem temas destes, como foi o caso da conferência.

Eu era para ter intervindo, mas infelizmente não restou tempo para isso por isso deixo aqui a minha opinião:
Portugal para mim é um país marítimo. Se formos a ver temos muitos dos nossos costumes ligados ao mar, a moda, a alimentação e quando chega ao verão não pensamos em mais nada sem ser nos longos dias de praia…. Como curiosidade, somos o segundo país que mais peixe consome, sendo apenas ultrapassados pelo Japão. Cada português come em média 60Kg de peixe por ano.

Muitos portugueses teriam todo o gosto, com certeza, em praticar mais desportos náuticos, penso que muitas vezes o entrave é mais de origem económica do que simples desinteresse.

Existe também uma fraca partilha de assuntos relacionados com o mar, ou se os existem não são de grande acesso. Por exemplo, só tive conhecimento da minha escola, a ENIDH, através da feira de educação Futurália e quando comecei a lá estudar a maioria dos meus amigos nem tinha conhecimento da escola.

O desenvolvimento da economia do mar é possível e necessário, está no entanto dependente (como é obvio) do investimento, mas para esse investimento acontecer tem de haver mais informação disponível.

E vocês, o que acham?

Na conferência também existe um espaço com diversos expositores, e eu resolvi deixar aqui uma fotografia de uma maquete do navio Salva Vidas do Arsenal do Alfeite, que gostei bastante:

Hoje há mais conferência 😉

You may also like

4 comentários

  • Caríssima Bárbara,
    Com que então não teve oportunidade de expressar tão pertinente visão na Conferência?
    Falha miserável da organização e, em particular, do moderador, ou instigador, do painel !…
    Falha a corrigir, sem dúvida alguma.
    De qualquer modo, os nossos agradecimentos pela sua presença e ainda bem que a Conferência lhe pareceu interessante, e tão interessante que não deixou, mais importante ainda, de suscitar este seu tão perspicaz como significativo comentário.
    Com os nossos respeitos e agradecimentos,
    Gonçalo Magalhães Collaço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *