Sabe o que fazer em caso de emergência? Aprenda os sinais de socorro!

No artigo de hoje irei falar sobre alguns dos sinais de socorro que poderemos usar em caso de emergência.

Quando ocorre uma emergência a bordo de um navio, em que os seus tripulantes não conseguem controlar a situação, é hora de pedir ajuda.

A ajuda deve ser pedida quando a embarcação ou um dos tripulantes se encontram em perigo iminente e precisam de ajuda imediata.

Quando vemos ou ouvimos um sinal de socorro temos a obrigação de socorrer as pessoas/ embarcação em causa.

Quando chamar ajuda?

A ajuda deve ser pedida, sem hesitação, quando o próprio, alguém da sua tripulação ou o navio se encontram em perigo iminente.

Se a situação for urgente, mas não necessite de sinais de socorro, podem-se utilizar as comunicações rádio presentes a bordo para comunicar com outros navios à nossa volta ou mesmo com a guarda costeira.

Ter em atenção que ficar sem motor ou combustível, quando se tem pressa de chegar a terra, não é considerado uma emergência.

Existem diversas formas de pedir ajuda, umas mais sofisticadas que outras, que irei abordar já de seguida.

Sinais de Socorro

GMDSS:

É o meio mais sofisticado de pedir ajuda e foi desenvolvido pela IMO de forma a criar um programa internacional para o pedido de socorro.

Este é um sistema de comunicações que utiliza tanto satélite como ondas radio de forma automática e eficaz, de forma a que o pedido de socorro seja feito com a maior rapidez possível.

O sistema GMDSS é obrigatório para navios com mais de 300t brutas e também para alguns navios de passageiros e de pesca. Para os restantes navios é apenas opcional.

Sinais de radio:

Para os navios que não têm o sistema GMDSS, têm geralmente um sistema de VHF a bordo.
Devem então proceder a enviar uma mensagem de socorro no canal 16.

EPIRB:

São unidades que tem um único numero de serie que é registado com o nome e outras informações do navio

Estas unidades enviam um sinal de socorro para os satélites que fazem parte do sistema GMDSS, que por sua vez reencaminham a informação para o centro de coordenação do salvamento.

Podem ser ativadas manualmente, ou automaticamente no caso de a embarcação afundar.

SART:

O SART é geralmente colocado em balsas salva vidas.

É um aparelho que quando ativado transmite, nos radares dos outros navios ou aeronaves, a posição da balsa salva vidas.

Este aparelho transmite um sinal para os navios que estejam a uma proximidade de 5 milhas náuticas. Numa aeronave, o seu radar deteta o sinal enviado pelo SART a uma distancia de 30 milhas dependendo da sua altitude.

Uso de pirotécnicos:

O uso de pirotécnicos serve para chamar atenção visual ou auditiva de navios ou aeronaves que estejam na proximidade da embarcação que necessita ajuda.

Sinais de Bandeiras:

O uso simultâneo das bandeiras November e Charlie significa “Estou em perigo, necessito de ajuda!”

A bandeira Victor significa “Preciso de ajuda”.

Bandeira whiskey que significa “preciso de ajuda médica”.

 

Código morse:

Como já é conhecido do sinal morse, o SOS é representado por   ••• ‒ ‒ ‒ •••

Mover os braços para cima e para baixo.

Espero que tenham gostado! 😉

You may also like

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *