Pesca tradicional VS Pesca Industrial- Descubra as diferenças!

No artigo de hoje irei abordar as diferenças entre pesca tradicional e pesca Industrial.

As diferenças entre ambas centram-se nas tripulações, nos métodos utilizados e na sua finalidade.

No fim também farei algumas considerações pessoais sobre a pesca em geral.

Pesca Tradicional:

É a pesca que utiliza os métodos mais antigos e simples.

Esta pode ser praticada como lazer ou como meio de subsistência.

Esta pesca é utilizada para consumo próprio ou para venda em pequenos mercados.

Nos países pouco industrializados, os pescadores que têm reduzida capacidade económica, reutilizam materiais para criar artes de pesca.

A pesca tradicional pode ser uma atividade feita por apenas um pescador ou por uma pequena tripulação de 4 pessoas.

As embarcações, quando utilizadas, são de dimensões reduzidas, adaptadas a uma navegação costeira. Quando possuem motor, este é geralmente fora de borda

A nível de navegação, quando praticada, esta não se distancia muito da costa.

Os métodos de conservação do pescado são a seca, salga ou fumagem.

Pesca Industrial:

É o tipo de pesca que utiliza meios tecnológicos mais evoluídos.

A tripulação é numerosa tendo pessoas qualificadas para cada função.

Este tipo de pesca destina-se à venda do pescado a grandes superfícies.

Cada embarcação, quando vai para o mar, tem bem definido o tipo de peixe que pretende pescar.

Os navios usados são sofisticados, preparados para navegar grandes distâncias e aguentar as piores condições de mar. São equipados com diversos equipamentos de deteção e conservação do pescado. Estes são sujeitos a legislações e inspeções apertadas de forma a contribuir, dentro do possível, para a sustentabilidade das espécies.

Sustentabilidade:

Muitas pessoas vêm os pescadores como pessoas que não se preocupam com o ambiente.

Pode ser que alguns até nem se preocupem. A verdade é que mesmo para o negócio é importante que as espécies tenham tempo para se poderem reproduzir, para que o peixe disponível não acabe eventualmente.

Nas aulas de pescas, que estou a ter neste semestre, as duas palavras chave são segurança e sustentabilidade!

Existem espécies em perigo de extinção por sobrepesca e não é correto dizer que a culpa é apenas de quem os pesca.

Se determinada espécie é pescada é porque existe a sua procura.

Pois num mundo onde os recursos são cada vez mais limitados, é importante cada um de nós pensar em optar por melhores opções.

Deixo aqui esta imagem, que retirei do site do oceanário de lisboa, que ajuda a optar por pescado mais sustentável. Em qualquer espécie tenha preferência por peixes adultos.

Espero que tenham gostado! 😉

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *