Agulha Giroscópica- O que é e como funciona?

O artigo de hoje é sobre a agulha giroscópica, que é a agulha mais utilizada nos navios para obter a sua proa.

No artigo passado tinha referido a agulha magnética, que não é tão utilizada.

O que é a agulha giroscópica e como funciona?

Uma agulha giroscópica é feita a partir de um giroscópio alinhado com os meridianos terrestres.

Giroscópio Livre

A agulha giroscópica tem a vantagem de não ser influenciada pelo magnetismo terrestre, nem por ferros existentes a bordo.

Esta agulha indica o norte verdadeiro, uma vez que consegue medir o ângulo entre a proa do navio e o eixo de rotação do giroscópico que oscila em torno do seu eixo vertical.

Assim a agulha giroscópica aproveita as propriedades de um giroscópio livre, conseguindo estabilizar o eixo de rotação no meridiano e na horizontal.

A força que mantem o eixo de rotação do giroscópio horizontal e alinhado com o meridiano geográfico do lugar, deriva da componente tangencial da velocidade da Terra.

Esta velocidade é máxima no equador e nula nos polos logo, a força que mantem o eixo de rotação alinhado com o meridiano diminui com as altas latitudes, daí que tenha de ser corrigida.

Assim nas altas latitudes a velocidade do navio aproxima-se da velocidade tangencial da Terra, o que leva à introdução de erros na giro-bússola. Esses erros são corrigidos em latitude e velocidade.

Esta agulha é a mais usada, pois é mais eficaz, mas, por outro lado, esta agulha exige uma fonte de energia a bordo e, como é próprio de equipamento elétrico, requer uma adequada manutenção para manter a sua eficiência.

 

Erro da giro:

É o ângulo entre o meridiano geográfico e o círculo máximo que passa pelo eixo de rotação.
A bordo existem várias agulhas giroscópicas.

Existe uma denominada de “mãe” e várias repetidoras em cada asa da ponte.

As vantagens da agulha giroscópica são:

  • Apontar para o norte verdadeiro, não sendo dependente do magnetismo da Terra;
  • Ser mais precisa;
  • Poder ser utilizada em maiores latitudes;
  • Não é afetada por objetos magnéticos
  • Pode ser agregada a outros equipamentos como o radar, piloto automático, entre outros.

As limitações são o facto de necessitar de energia elétrica, de precisar de uma maior manutenção e de estar sujeita às avarias próprias de equipamentos elétricos.

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *